Siga-nos nas redes sociais

SIR_64831

O Conselho Regional de Serviço Social (CRESS-MT) promoveu o debate “A importância dos Movimentos Sociais na materialização das políticas sociais” durante o evento “80 anos do Serviço Social: uma profissão inscrita no Brasil”. O encontro teve o intuito de celebrar o dia do Assistente Social, comemorado dia 15 de maio. Realizada na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), em Cuiabá, no último dia 13, a plenária foi conduzida pela professora doutora Imar Domingos Queiróz. Para ela, os movimentos sociais são importantes também para a consolidação dos direitos sociais e direitos humanos.

“Os movimentos sociais foram, têm sido e são as forças sociais que mais produzem ou produziram avanços na sociedade de uma maneira geral. Porque, a partir deles, diversos movimentos sociais vão reivindicando direitos que contemplam não apenas eles, mas a sociedade como um todo. Se você pega o movimento feminista, por exemplo, elas lutam contra as relações de dominação e opressão. Mas são relações que, apesar de ser uma luta delas, beneficia a sociedade como um todo porque produz relações menos desiguais, menos violentas e de menor opressão. Esses movimentos têm momentos de ciclos, de fluxos e refluxos, estão muito vinculados à conjuntura. Determinadas conjunturas influenciam a atuação desses movimentos e eles têm mais forças e conseguem exercer pressão sobre o Estado para implementação de políticas públicas de direitos sociais”, disse Imar.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS