O Conselho Federal de Serviço Social (CFESS) e o Conselho Regional de Serviço Social do Rio Grande do Sul (CRESS-RS) manifestam solidariedade a todas as pessoas do Rio Grande do Sul que sofrem com o impacto de um desastre sem precedentes na história do Brasil, assim como às(aos) assistentes sociais e demais profissionais que têm composto as equipes de trabalho emergencial.

A situação de calamidade pública atinge 364 municípios do estado do Rio Grande do Sul. Os danos, muitos deles ainda difíceis de mensurar, expressam a gravidade da crise climática, reflexo do modo de produção capitalista, que vem superexplorando os bens comuns da natureza, aniquilando a biodiversidade e provocando intenso sofrimento e ameaça à vida da população, muitas delas já interrompidas.

O documento dos Conselhos enfatiza que a situação mobiliza todas as pessoas, uma vez que dela emergem necessidades que demandam ações variadas, tanto de natureza humanitária, quanto profissional.

Confira a nota completa e também uma seleção de materiais técnicos sobre o trabalho de assistentes sociais em situações de calamidade: https://tinyurl.com/NotaRS2024

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS
Responder

Seu email não será publicado.

*
*